Reunião discute medidas de segurança para cidade

O prefeito Carlos Augusto se reuniu na noite desta segunda-feira, dia 30, no auditório do Parque dos Pássaros, com aproximadamente 100 empresários, comerciantes e representantes do Movimento “Sou Rio das Ostras” para discutir soluções para manter a segurança e a organização dos estabelecimentos do Centro de Rio das Ostras, principalmente no trecho entre as Praças José Pereira Câmara e São Pedro, incluindo as Ruas Rego Barros e Raul de Oliveira Rodrigues.

Abrindo a reunião, empresários e moradores deram depoimentos dos problemas enfrentados, como a venda de bebidas alcóolicas para menores, estabelecimentos irregulares, ambulantes sem cadastro, estacionamento proibido, carro com som alto, consumo de drogas, brigas, vandalismo e sujeira nas ruas.

Em seguida, a advogada Lívia Zapletal, uma das representantes do movimento, apresentou um relatório que foi entregue ao prefeito com solicitações, sugestões e requerimentos propondo a revitalização da área e o resgate tanto do morador, quanto do turista no local.

Dentre os questionamentos do movimento ao Poder Público estão a concessão de licenças e alvarás, fiscalização e a cobrança com relação ao Código de Posturas. De acordo com os empresários, juridicamente, o Poder Público pode tomar algumas atitudes que venham colaborar para solução dos problemas, como aplicação de multas e de medidas dos dispositivos legais da Lei para cassação de alvará e restrição de funcionamento, manutenção do trailer da Guarda Municipal nas imediações, proibição de instalação de caixas de som nas áreas externas dos estabelecimentos, assegurar o controle do barulho, estimular a ocupação do Centro com atividades esportivas e culturais e proibir o trânsito de veículos entre a orla e a rua Jandira Pimentel.

“Pedimos normas mais rígidas para a concessão de licenças de bares, lanchonetes e afins, a proibição de vendas de bebidas alcóolicas em garrafas próximo a orla do Centro e modificar as regras de zoneamento da cidade. Essas são algumas medidas que acreditamos que vão contribuir para revitalização do Centro”, declarou a advogada Lívia.

Em seu pronunciamento, o prefeito Carlos Augusto ressaltou o compromisso da Administração Municipal com a cidade e com a população. “Quando assumimos, o município estava abandonado e com muitos problemas. Desde que assumimos, o nosso objetivo é devolver Rio das Ostras para as famílias e para os turistas que nos visitam. Mesmo com as dificuldades que temos enfrentado, já começamos algumas ações, como a volta da Guarda Municipal para às ruas, para conseguir esse resgate. Venho mantendo reuniões com vários segmentos da sociedade civil organizada e empresários dos mais variados setores para encontrarmos soluções para resolver esses problemas”, disse.

Representantes do Movimento Sou Rio das Ostras buscam melhorias para a cidade junto com o Poder Público. Foto: Ákilla Ribeiro
Representantes do Movimento Sou Rio das Ostras buscam melhorias para a cidade junto com o Poder Público. Foto: Ákilla Ribeiro

O prefeito se comprometeu em estudar o relatório entregue pelo Movimento junto com a equipe de Governo e adiantou, de imediato, algumas medidas como a implantação de uma base da Guarda Municipal em um imóvel na Rua Rego Barros, ao lado do Shopping Village, que também terá a presença de fiscais da Coordenadoria Municipal de Fiscalização, em regime de plantões. “Vamos tomar todas as medidas necessárias para recuperação do Centro da Cidade. Essas reuniões são importantes para que possamos decidir, em conjunto, qual é a cidade que queremos para nós e para nossas famílias”.

Carlos Augusto também garantiu que a Administração Municipal está de portas abertas para o diálogo em prol do desenvolvimento do município. “Quero trabalhar ao lado de pessoas empreendedoras e que querem o bem da cidade. Respeito muito os comerciantes locais e garanto que tomaremos medidas para aqueles que investiram e investem na cidade não sejam prejudicados. É importante lembrar que o turista é muito importante para a cidade, mas Rio das Ostras hoje em dia conta com 140 mil habitantes, tornando-se, assim, autossustentável. Por isso, o nosso empresariado tem se preocupar em oferecer produtos e serviços de qualidade para o nosso próprio povo”, falou.

Para o empresário Fábio Lima, proprietário do Restaurante Macaxeira Tapiocaria, a Prefeitura vem atuando de forma constante para resolver, de uma forma geral, os problemas da cidade. “Sempre que solicitei os serviços do Poder Público, fui prontamente atendido. Além disso, tenho visto que os representantes do Governo, incluindo o prefeito, estão sempre à disposição para discutir medidas e traçar estratégias que venham contribuir para melhorias na cidade”, explicou.

SEGURANÇA – A questão da segurança pública também foi muito questionada pelos empresários, principalmente no que diz respeito ao policiamento feito pela Polícia Militar. As reclamações foram feitas por conta da falta de policiais nas ruas para coibir o tráfico na cidade e o furto praticado nos comércios.

O comandante da 3ª Companhia da Polícia Militar, Tenente Veiga, falou dos problemas enfrentados e solicitou a ajuda da população para poder fazer um bom trabalho. “A Polícia não tem como saber o que acontece em todos os locais. Quando recebemos informações, principalmente pelo Disque Denúncia, com as pessoas dando detalhes dos meliantes que vem cometendo atos ilícitos, como a venda de drogas, conseguimos efetuar prisões. Essa semana, por exemplo, graças a denúncias, já prendemos um traficante no Centro, com mais de 5 kg de droga. Muitas pessoas ligam, mas ficam com medo de dar detalhes com medo de sofrer alguma represália. Precisamos dessa ajuda para efetuar um bom trabalho”, alertou lembrando que as pessoas que o telefone 2771-6080 está disposição da população para fazer as denúncias.

Empresários de diversos segmentos participaram da reunião. Foto: Ákilla Ribeiro
Empresários de diversos segmentos participaram da reunião. Foto: Ákilla Ribeiro

O tenente também lembrou as muitas dificuldades que enfrenta para efetuar o trabalho. “Contamos com 11 viaturas, mas somente quatro estão funcionando. Fazemos a ronda, mas não podemos estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Atualmente três empresários nos ajudam nessa manutenção e se não fosse a contribuição deles, ia ser muito mais difícil”, contou.

O Movimento Sou Rio das Ostras se comprometeu a ajudar na recuperação de quatro viaturas para que a ronda e resposta de chamados sejam mais eficientes. “Pedimos ao comandante o orçamento do conserto de quatro viaturas e vamos cotizar mais empresários para que tenhamos, pelo menos, o dobro de viaturas nas ruas para garantir um melhor policiamento para o comércio e para a população em geral”, informou a representante da Câmara de Dirigentes Lojistas e integrante do Movimento, Patrícia Valverde.

A reunião também contou com a presença do vice-prefeito Zezinho Salvador dos secretários de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Alan Machado; de Segurança Pública, tenente coronel Eduardo; de Fazenda, João Batista; do procurador-geral, Renato Vasconcellos; e dos vereadores Robson Gomes e Alberto Moreira Jorge.

http://www.riodasostras.rj.gov.br//noticia5316.html
%d blogueiros gostam disto: